REAÇÃO À ORDEM DE CORTE DE PONTO

CategoriesNotícias em Geral

A Diretoria da Univisa teve a confirmação, no meio da tarde desta terça-feira (18/9), de que a GGRHU havia recebido uma determinação do MPOG para efetuar o corte do ponto referente aos dias não trabalhados no mês de agosto.

O Comunicado do Siape dizia, textualmente:

“INFORMAMOS QUE AS FALTAS REGISTRADAS NA FREQUÊNCIA DOS SERVIDORES POR PARTICIPAÇÃO EM PARALISAÇÕES E/OU GREVES OCORRIDAS NO MÊS DE AGOSTO DEVERÃO SER LANÇADAS, EM SUA TOTALIDADE, NO SISTEMA INTEGRADO DE RECURSOS HUMANOS – SIAPE, NA RUBRICA 82057 – FALTA/PARALISAÇÃO/GREVE, ATÉ O DIA DO FECHAMENTO DA HOMOLOGAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO DESTE MÊS, PREVISTO PARA AS 18:00 HORAS DO DIA 18 DE SETEMBRO DE 2012.”          

Ao saber disso, a Univisa rapidamente convocou os servidores, por e-mail, para se reunirem com urgência no saguão do bloco D. Em poucos minutos o local estava repleto de servidores preocupados e também revoltados com o descumprimento do Termo de Acordo de Reposição dos Dias de Paralisação pelo MPOG, uma vez que a íntegra desse documento foi divulgada na Intravisa na tarde desta segunda-feira (17/9) e todos estavam cientes de suas cláusulas, inclusive da cláusula terceira, que em seu parágrafo segundo afirma que “não deverão ser efetuados descontos relativos ao mês de agosto de 2012“.

Os representantes da Associação, juntamente com alguns membros do comando de greve, decidiram, após consultar os servidores presentes, dirigir-se à sala do diretor Jaime Oliveira, que está atuando como diretor substituto, uma vez que o diretor-presidente, Dirceu Barbano, está viajando. Após receber uma comissão de servidores, que explicou a situação e pediu uma posição da diretoria, o diretor Jaime entrou em contato com Barbano, que por sua vez ligou para o RH e determinou a suspensão dos descontos relativos ao mês de agosto, que estavam sendo lançados na folha de pagamento de outubro.

O fato de a situação totalmente prejudicial aos servidores da Anvisa – que ficariam com seu próximo contracheque zerado – ter sido revertida pode ser creditado, sem sombra de dúvida, à rápida e eficiente mobilização dos servidores, que, apesar de terem voltado ao trabalho com a disposição de repor as horas paradas e colocar as demandas represadas em dia, adotando uma postura ética, séria e responsável, foram surpreendidos com a determinação injusta e descabida do corte de ponto por parte do MPOG. Ressalte-se, por outro lado, que a Diretoria da Anvisa agiu, em resposta à mobilização dos servidores, com a autonomia que se espera da Direção de uma autarquia especial com independência administrativa e período de mandato estável quando se depara com uma orientação totalmente indevida e não razoável.

Precisamos ficar atentos e em estado de alerta permanente, até que seja confirmada a assinatura do acordo pelo MPOG e que tenhamos todos os nossos recursos devolvidos, conforme foi acordado.

Juntos podemos mais!

Sugestões: http://www.univisa.org.br/index.php/fale-conosco

Siga-nos no twitter e facebook!

Informativo Univisa
Ano III nº 74 – 19/setembro/2012
Diretor-geral: Alessandro Belisário
Distribuição: Thiago Silva Carvalho

About the author

Deixe uma resposta