HORÁRIO FLEXÍVEL: VANTAGEM PARA SERVIDOR E INSTITUIÇÃO.

CategoriesNotícias em Geral

Os servidores da Anvisa lotaram o auditório da agência para acompanhar o debate promovido pela Associação Univisa sobre horário flexível de trabalho, ontem (dia 05/08). A presença massiva demonstra apoio à adoção das sete horas corridas de trabalho na agência, pleito que a Univisa defende. Entre os expositores estavam quatro gerentes da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), órgão onde o horário flexível vem sendo praticado com grande vantagem para servidores e instituição. O gerente de Desenvolvimento Organizacional Jeann Karlo de Melo Vieira, responsável pelo projeto das 7h corridas na Anatel, enfatizou que a proposta surgiu da própria gestão da autarquia, e que até o momento tem levado a melhorias no funcionamento da agência. “Tivemos aumento de produtividade com o maior comprometimento dos servidores com os resultados buscados. Segundo ele, pesquisas internas revelaram que a qualidade de vida do servidor também melhorou. “Aumentou o convívio familiar e os compromissos pessoais foram deixados de fora do trabalho”. Na Anatel, as turmas de servidores se revesam entre 7h e 20h, horário de atendimento do órgão. São cumpridas 35 horas semanais, mais cinco de sobreaviso. “Mas o servidor que desejar, pode continuar cumprindo oito horas”, esclareceu Jean karlo. O Gerente de Talentos e Desenvolvimento Organizacional, Hélio Leal, disse que o foco deixou de ser o cumprimento de horário para se concentrar no resultado do trabalho, enfatizando que os diretores da Anatel apóiam amplamente o horário flexível. Outra pesquisa realizada recentemente pelos Recursos Humanos da autarquia revelou que 98% dos servidores estão satisfeitos com o horário flexível, enquanto 83% dos gerentes também o aprovam.A gerente da Unidade de Atendimento ao Público (Uniap) da Anvisa, Aline Chagas, falou sobre o horário flexível praticado pelos servidores de sua área. Na Uniap, duas turmas se revezam cumprindo seis horas de trabalho ininterruptas, entre 7h e 13h e entre 13h e 19h. De acordo com ela, o atendimento melhorou com o novo horário cumprido pelos servidores, o que traz ganho em imagem positiva para a Anvisa. “Se melhoramos o ambiente de trabalho dentro de casa, isso se desdobra na melhoria do trabalho que a Anvisa presta à sociedade”, frisou Aline. A gerente enfatizou que o resultado da adoção do novo horário na Uniap é amplamente positivo. ”Sou categórica em dizer que dá certo!”. Aline explicou que a possibilidade de pratica do horário alternativo está respaldada em regulamento do Governo Federal prevendo que órgãos que trabalham por 12 horas ininterruptas com atendimento ao público têm a prerrogativa de organizar dois turnos de 6h para seus servidores. O debate contou ainda com os gerentes de Cultura e Clima e de Gestão e Inovação da Anatel, Rodrigo Menezes e Bruno Vieira. Ambos unânimes em apontar que o sistema só traz benefícios. O diretor geral adjunto da Univisa, Diogo Penha, que conduziu o debate, disse ao final do encontro que os servidores devem permanecer mobilizados pela adoção do horário flexível na Anvisa, pois não há movimento por parte da direção para adoção do sistema.

About the author

Deixe uma resposta